Previna-se contra a tuberculoseA tuberculose é uma doença infeciosa grave. Ela atinge cerca de 10 milhões de pessoas no mundo, levando mais de um milhão ao óbito, anualmente. Por isso, é considerada a doença infecciosa mais mortal.

A tuberculose é uma doença infecciosa grave. Ela atinge cerca de 10 milhões de pessoas no mundo, levando mais de um milhão ao óbito, anualmente. Por isso, é considerada a doença infecciosa mais mortal.

Ela é causada pelo Mylobacterium Tuberculosis ou bacilo de Ko, transmitido de uma pessoa para outra, e atinge principalmente os pulmões, mas pode ocorrer em outras partes do corpo, como os gânglios, rins, ossos, intestinos e meninges.

Segundo a Agência Brasil, em 2017 foram registrados 34,8 casos da doença por 100 mil habitantes no país e 4.534 óbitos, resultando em um coeficiente de mortalidade de 2,2 mortes por 100 mil habitantes.

A forma pulmonar, além de ser mais frequente, é também a mais relevante para a saúde pública, principalmente a positiva à baciloscopia, pois é a principal responsável pela manutenção da cadeia de transmissão da doença.

A forma extrapulmonar, que acomete outros órgãos que não o pulmão, ocorre mais frequentemente em pessoas que vivem com o HIV, especialmente entre aquelas com comprometimento imunológico.

Sintomas - O principal sintoma da tuberculose é a tosse seca ou produtiva (quando existe produção de muco ou catarro). Tosse por três semana ou mais deve ser investigada.

Além da tosse, outros sintomas devem ser observados; febre vespertina, sudorese noturna, emagrecimento, cansaço/fadiga.

Caso apresente sintomas de tuberculose, é fundamental procurar o médico para a avaliação e realização de exames. Se o resultado for positivo, deve-se iniciar o tratamento o mais rápido possível. Nesse caso, são utilizados quatro fármacos para reverter a doença. Todas as pessoas que seguem corretamente o tratamento ficam curadas.

Como prevenção, a principal maneira de prevenir a tuberculose em crianças é com a vacina BCG ((Bacillus Calmette-Guérin). Ela protege a criança das formas mais graves da doença, como a tuberculose miliar e a meníngea.

Outra forma é através da prevenção secundária, através da isoniazida, um fármaco antibiótico, usado como primeira escolha no tratamento da tuberculose. É menos tóxico, mais eficaz e mais barato que seus similares e disponível em combinações.

Além disso, outra medida de prevenção da doença, é manter ambientes bem ventilados e com entrada da luz solar.

Porém, importante, consulte o seu médico, só ele poderá tirar as suas dúvidas e indicar o tratamento adequado, no caso do contágio.

Portal Medicina & saúde: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes